Fluxo de caixa é um termo de contabilidade que se refere ao movimento de dinheiro para dentro ou fora de um estabelecimento durante um determinado período de tempo.

Gosto de analisar o estado das finanças de uma família sob este prisma. Ao longo de um mês ou ano, o fluxo de caixa de uma família diz mundos e fundos sobre como a família está indo financeiramente.

Aqui vai um exemplo.

Digamos que em um mês houve uma entrada de R$ 12.000. No mesmo mês, a família gastou R$ 11.000 para pagar contas e em outras despesas. Isso deixa a família com um saldo positivo de R$ 1.000.

Saldo positivo é uma coisa boa. Isso significa que a família está gastando menos do que o ganha. Parte do rendimento está indo para a poupança, investimento ou pagamento de dívida.

Dos R$ 11.000 gastos todo mês, R$ 4.000 são gastos apenas em pagamento da dívidas como prestação da casa e outros empréstimos.

Assim que uma dessas dívidas for liquidada, o valor gasto mensalmente vai cair. A família vai ter menos contas e, portanto, o fluxo vai melhorar. Se eles já têm um fluxo positivo de R$ 1.000 em dinheiro, quitar uma dívida cuja conta mensal era de, por exemplo, R$ 400 deve melhorar seu fluxo para R$ 1.400.

Esse é um dos princípios básicos do fluxo de caixa: eliminação de contas mensais – dívidas em particular. É também uma das maneiras mais fáceis para melhorar o fluxo da sua família. Cada conta que for eliminada ou reduzida irá melhorá-lo.

Esta é a grande razão pela qual muitas vezes recomendo que as pessoas paguem as suas dívidas antes de começar a investir. Pagar as dívidas é o atalho mais fácil para um fluxo de caixa mensal melhor.

Mas porque é bom ter um fluxo maior? É porque é uma espécie de “fundo de emergência”.

Permita me explicar. Suponha que você tenha chegado a um ponto em que gasta R$ 4.000 menos do que ganha todo mês. Você não tem hipoteca ou outras dívidas. Agora imagine que você perca o emprego. O importante, após a perda do emprego, é que suas contas mensais são baixas, o que você possa aguentar mais tempo. Maior as despesas, mais rápido você precisará arranjar um emprego novo.

Vamos dizer que a oportunidade de trabalho surgiu mas ela paga R$ 3.000 a menos do que o emprego anterior. Se você está acostumado a gastar tudo o que ganha (isto é, fluxo de caixa zero) será difícil aceitar este emprego. Mas se quitou as suas dívidas e tinha um fluxo de R$ 3.000 por mês em dinheiro, então poderá aceitar este emprego porque ele não irá alterar radicalmente a sua vida.

Em suma, fluxo de caixa te dá flexibilidade. Te dá proteção contra as coisas ruins da vida. Para mim, é um argumento maravilhoso para se livrar de todas as dívidas que puder o mais rápido possível porque esses pagamentos mensais da dívida “afinam” o seu fluxo de caixa.

O conceito de fluxo de caixa  ajuda a realizar um dos princípios fundamentais das finanças pessoais: gastar menos do que ganha. Ele é apenas uma abordagem diferente desta idéia e mostra claramente quanto é util se livrar de  dívidas o mais rapido possivel.