Mulher Casada – Evite a Pior se um Dia Ficar Sozinha


Algumas casadas optam por viver sozinhas enquanto outras encontram-se nesta situação devido as circunstâncias. Enfrentar um divórcio pode ser devastador; perder cônjuge por doença é uma das experiências dolorosas na vida. Muitas casadas que ficam sozinhas tem que lidar com o estresse adicional de dificuldades financeiras já a maioria está despreparada para assumir o controle de suas finanças.

Cada situação é diferente, mas se você é apenas uma usuária autorizada do cartão do seu marido, você está em apuros. Se a relação com seu (ex-)marido é desfavorável, ele pode cancelar o seu cartão e deixá-la sem nenhum dinheiro. Obter o seu cartão de crédito próprio quando você de repente se torna solteira pode ser difícil, especialmente se você não tem um emprego.

Suas contas financeiras

Se a única conta bancária que você tem acesso é a conta conjunta com seu marido, você não tem controle sobre suas finanças. Isso ocorre em famílias onde o marido é o principal provedor e a esposa cuida de crianças. Mas, surpreendentemente, acontece também quando ambos os parceiros trabalham e ganham dinheiro.

Algumas mulheres pensam que abrir a sua própria conta bancária é algo desonesto. De acordo com pesquisas recentes, homens tem duas vezes mais probabilidade de ter uma conta bancária secreta. Alguns homens afirmam que se não tivesem, suas esposas iriam gastar esse dinheiro enquanto outros simplesmente querem ter uma reserva se algo der errado com o casamento. Mas nenhum deles parece sentir-se envergonhado ou culpado de esconder o dinheiro.

Abrir uma conta poupança em seu próprio nome não é algo sujo; é esperto. Há algumas outras coisas que você fazer para protegê-la em caso de emergência mas note que elas devem ser feitas ANTES e não DEPOIS da separação:

  • Abra uma conta bancária em seu nome.
  • Obtenha um cartão de débito ou cartão de crédito. Escolha aquele que melhor lhe convier. Ter uma boa escoragem de crédito junto ao SPC e Serasa é uma necessidade hoje; sem ele pode ficar difícil comprar a crédito. Se você não tem muito dinheiro, pagar em prestações pode ser a melhor opção mas muitas instituições financeiras ficam relutantes em dar crédito a pessoas que nunca fizeram (em pagaram em dia) dívida antes.
  • Poupe dinheiro em compras, use cupons ou outros descontos. Você pode colocar o dinheiro que poupou na sua conta bancária. Lembre-se que este dinheiro servirá para dia chuvosos e não um novo par de sapatos.
  • Estude finanças pessoais e torne-se financeiramente mais experiente. Você irá evitar muitos erros desta maneira. Conhecimento irá capacitá-la e ajudá-la a fazer orçamentos e tomar melhores decisões financeiras.
  • Você pode não estar familiarizado com a linguagem do dinheiro, mas não use isso como desculpa. Se você pode entender o que o seu médico diz quando as crianças estão doentes, não há razão para que você não deva ser capaz de aprender o jargão financeiro.
  • Aprenda a investir dinheiro. Você pode começar aos poucos e aprender muito durante o caminho. Você também pode fazer uma consulta a um conselheiro financeiro que pode ajudá-la a criar um plano financeiro para você seguir.
  • Obtenha um emprego informal ou trabalhe em casa. Ganhar seu próprio dinheiro não só vai dar algum dinheiro mas muita confiança também. Ele vai ajudar você a ficar em contato com as mudanças no mercado de trabalho e desenvolver habilidades que podem ser úteis quando você precisa voltar ao trabalho.
  • Torne-se como independente financeiramente na medida do possível. Mesmo que seu marido nunca pense em trocá-la por “um modelo mais novo”, um acidente grave ou outra tragédia pode deixá-la sozinha e sem dinheiro para pagar as contas do próximo mês.
  • Certifique-se que pelo menos alguns das contas estão em seu nome. Isto vai beneficiá-la em muitos aspectos, especialmente em caso de divórcio ou morte do seu parceiro. Se nunca pagou aluguel e de repente precisa encontrar um lugar menor para viver, você pode ter dificuldade em convencer o dono ou o imobiliária a alugar uma casa a você.

Assuma o controle de seus assuntos financeiros, mesmo quando você vive do salário de seu marido. Há muita coisa que você pode fazer para se tornar independente financeiramente: fazendo e controlando orçamentos ou criando um fundo de emergência para que você possa cuidar de si mesma quando a vida pregar peças em você. Ter um plano de contingência em ação e algum dinheiro em sua conta poupança irá protegê-la e dar paz de espírito.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *