TV a cabo ou satélite

Verifique se você está usando e aproveitando bem o valor que paga pela TV a cabo. Pode ser que no início quando você fez o contrato, você utilizou e desfrutou bastante. Mas a nossa vida sofre mudanças e pode ser que hoje você e sua família já não estejam usufruindo tanto quanto no início do contrato. Precisamos fazer uma análise para ver se está valendo a pena, se não é um gasto supérfluo ou escolher outras formas mais baratas de assistir programas ou filmes.

Dando alguns exemplos, podemos assistir programas pela internet, pelo You Tube ou ainda programar o seu vídeo-cassete para gravar programas que queremos assistir mas não podemos, ou porque estamos trabalhando ou estamos fora de casa. Dá um pouco de trabalho mas não tenha dúvida de que economizamos dinheiro.

Assinatura de revistas ou jornais

A mesma coisa pode acontecer com os jornais e revistas. Será que estamos tendo tempo para ler direito o conteúdo do que estamos assinando? Vamos avaliar e cortar o que não precisamos. Hoje também podemos ter acesso às notícias e informações através da internet sem custo adicional.

Procure pagar as suas contas antes do prazo de vencimento

Quando vence o prazo de pagamento será cobrado juros de atraso, ou ainda, quando ele é descontado da sua conta bancária e na conta não tem saldo, estará sendo cobrado os juros sobre o saldo devedor, que poderá ser maior do que os juros por atraso. Então não vamos descuidar de nenhum dos dois.

Controle o dinheiro gasto nas refeições fora de casa

Muitas pessoas têm o hábito de comer fora, às vezes pela praticidade, às vezes porque prefere comer com os amigos do que dizer que trouxe de casa. Imagine quanto nós não poderíamos economizar levando o almoço de casa? Um dia ou dois não faz diferença, mas se você colocar no papel (planilha) o quanto que você gasta por ano, este valor é de impressionar. Existem pessoas que também além do almoço, fazem lanches, compram doces, sorvetes, sucos e ainda por cima também acabam indo num restaurante à noite. É um valor que durante um ano nem imaginamos. Experimente fazer a conta lançando na planilha e depois você vai perceber quanto estamos gastando comendo fora. Isto sem falar no caso de casais em que os dois fazem a mesma coisa. A despesa é duas vezes maior.

Não compre produtos apenas pela marca

As marcas mais famosas custam mais caro mas hoje já existem produtos similares, tão bons quanto os mais conhecidos. Com a concorrência acirrada estão surgindo produtos bons e mais baratos, então procure experimentar produtos menos conhecidos. Em breve você vai estar consumindo produtos bons e mais baratos. Isto vai diminuir os gastos que você tem hoje no supermercado.

Procurar utilizar o que já tem na sua casa antes de comprar novamente

Procure cortar gastos mensais. Isto tanto em relação a objetos como também em relação a alimentos. Quando a nossa casa e nossa geladeira e despensa estão em ordem, sabemos o que realmente ainda temos e evita de comprar coisas repetidas. O que acontece muito com a gente é que quando precisamos de algo, temos preguiça de procurar e logo já saímos para comprar, quando na verdade ele está lá em algum canto da casa.

A mesma coisa acontece com os alimentos. Sem fazer um planejamento, vamos ao mercado para comprar um item apenas, voltamos com o carrinho cheio, não fazemos um planejamento do que vamos cozinhar e aquele alimento que estava na geladeira, acaba estragando porque só comemos o que é mais gostoso. Aquele que estava na fila de espera, que seria a próxima refeição acaba estragando e por final, dentro da lixeira. É o desperdício de comida que acontece não só no Brasil como em vários países do mundo. Só não acontece em países que tem menos condições econômicas onde inclusive pessoas passam fome e também morrem de fome.