Por que a Duração de Títulos do Tesouro é Importante


A maturidade de um investimento de renda fixa é simplesmente quanto tempo dura o investimento. Por exemplo, um título do Tesouro de 10 anos tem um prazo de 10 anos.

A duração é um conceito um pouco mais complicado, mas muito útil porque nos ajudam a entender como títulos do Tesouro e outros investimentos de renda fixa de funcionam.

A duração do título é o período de tempo (calculado por média ponderada) para receber o fluxo de dinheiro envolvidos. (Nota técnica para curiosos: o peso de cada período não é baseado no valor nominal do fluxo de dinheiro recebido na época, mas sim no valor presente do fluxo de dinheiro)

Um exemplo: um investimento de 5 anos onde o pagamento do principal e dos juros acontece no final tem maturidade de 5 anos e uma duração de 5 anos também porque o único dinheiro envolvido será pago em 5 anos.

Em contraste, títulos do Tesouro de 5 anos terão uma duração menor do que a maturidade de 5 anos. Se vendido pelo valor nominal, um de 5 anos com cupom de 1% terá uma duração de 4,89 anos. O motivo pelo qual a duração é menor do que 5 anos é que parte do dinheiro (mais especificamente, os pagamentos de juros) serão recebidos antes do vencimento do título de 5 anos.

Uma debêntures de empresa com 5 anos com juros maiores terá uma duração ainda mais curta. Por exemplo, se vendido pelo valor nominal, uma debênture de 5 anos com uma taxa de cupom de 5% teria uma duração de 4,49 anos. Tem uma duração mais curta apesar de ter a mesma maturidade do título do Tesouro de baixo juros. A razão para isto é que uma porção maior do valor total do título é recebido antes da maturidade (porque, devido ao maior rendimento, o juro torna-se uma maior porção dos fluxo de dinheiro total).

Conclusão: quanto mais curto a maturidade de um título e quanto maior o seu rendimento, menor a sua duração.

Por que a noção de duração de títulos é importante

Para a maioria dos investidores, a importância primordial da duração do título é que ele prevê nitidamente como o preço de mercado de um título vai mudar como resultado das mudanças nas taxas de juros. Especificamente, quando as taxas de juros sobem, o preço de um título cairá por uma quantidade aproximadamente igual à variação da taxa de juro aplicável vezes a duração do título.

Por exemplo, se um título do Tesouro de 10 anos tem uma duração de 9 anos e as taxas de juros para 10 anos aumentam em 1%, o preço do título irá cair por cerca de 9%. Por outro lado, se as taxas de juros dos títulos caírem 1%, preço do título aumentariam em aproximadamente 9%.

O mesmo vale para fundos de títulos. A duração média do fundo diz quão sensível o fundo será a alterações de juros do mercado.

Por exemplo, lembro de ter lido sobre um fundo americano que tem nada tinha além de títulos do Tesouro. A duração média era de 27 anos. Era extremamente arriscado. Quando as taxas de juros nos EUA cairam em 2008, o fundo teve um retorno positivo de 55%. Mas em 2009 quando as taxas se recuperaram, teve um retorno negativo anual de quase 37%.

Em contraste, um outro fundo de títulos da mesma empresa tinha uma duração média de 2,2 anos, o que representa um risco muito menor, apesar do fato de que a qualidade de crédito de seus títulos é significativamente menor. Nos últimos 15 anos, este fundo só teve retorno negativo uma vez. E a perda era exatamente o que poderiamos chamar de catastrófica: 4,74%.

Conclusão

Quando avaliar um fundo de títulos do Tesouro, para se ter uma idéia do nível de risco envolvido, você precisa verificar não só a qualidade de crédito dos títulos do portfolio mas também a sua duração média.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *