Ajustando Estilo e Custos de Vida


Admito prontamente que penso muito sobre dinheiro. Não apenas dinheiro mas uma variedade de coisas que envolvem dinheiro incluindo poupança, negócios, investimentos e frugalidade em geral. Com isso não quero dizer que quando passo por um outdoor mostrando um reluzente anel de noivado de diamante que encosto o carro e procuro um no meu smartphone. É algo diferente. Vejo a vida como uma divisão entre o tempo e trabalho. Usar o presente para preservar o futuro e usar trabalho mental para prevenir ser forçado a uma vida de trabalho físico excessivo. Trabalhar de forma inteligente ao invés de arduamente.

Uma maneira de equilibrar vida e dinheiro é não deixar que pequenas despesas arruinem seu dia. Houve um tempo em que uma multa de estacionamento era o suficiente para estragar meu dia, destruindo qualquer chance para eu experimentar a felicidade naquele dia. Hoje aprendi a separar as coisas, lembrando daquilo que chamo de “fundo aleatório”.

O fundo aleatório é uma pequena quantia de dinheiro que mentalmente deixo reservado e que é usado para pagar por acidentes aleatório que acontecem: pneu furado, dor de dente, um bilhete de estacionamento. Estas coisas acontecem aleatoriamente, mas é certo que aconteça de uma forma ou de outra. Não importa o quanto você tente prever, acidentes aleatórios inevitavelmente acontecem e custam algum dinheiro. Prepare-se para isso pondo de lado uma pequena quantia de dinheiro cada mês para o seu fundo aleatório. Dessa forma, quando você deixar cair seu telefone celular e tiver que trocar a tela dele, você pode dizer “bem, o fundo aleatório paga por ele”. Com isso você evita ter um dia desagradável.

Outra forma de equilibrar a vida e dinheiro é reformular como você desfruta seu tempo livre. Se você largou o emprego e está procurando um novo e ainda assim o seu passatempo favorito é beber martini enquanto joga golfe, você pode estar vivendo um pouco além de seus meios. Talvez você deveria mudar para Coca-cola e tênis de mesa.

Concluindo, não deixe que as suas idéias pré concebidas de diversão e prazer enviem-o para um asilo só porque você é preguiçoso demais para mudar. Enquanto você não deve deixar as preocupações de dinheiro atrapalharem sua felicidade, você também não deve ser permissivo consigo mesmo a ponto de atrapalhar a sua responsabilidade financeira. Não é só sobre você, lembre-se. Pense sobre sua esposa e filhos. Ou se você não tem ainda, pense na futura esposa e filhos. Se tempo é dinheiro, o futuro paga dividendos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *