Como Usar Sabiamente um Dinheiro que Entrou Inesperadamente?


Você sabe o que fazer com dinheiro de herança ou qualquer outro dinheiro inesperado que entra?

José e Maria (nomes fictícios) tem 34 e 32 anos respectivamente. Dois filhos pequenos. Alugam um apartamento e não tem dívida. Quando a avó de José faleceu eles herdaram uma parte do dinheiro. José me perguntou o que ele deveria fazer com esse dinheiro.

Antes que pudesse responder, tive que saber mais sobre eles. Eles estavam pensando em comprar uma casa ou um negócio. Maria era dona-de-casa. José tinha um emprego estável mas sua renda era modesta. Estavam pensando em comprar alguma franquia. Também estavam interessados ​​em poupar para a aposentadoria. O que você sugere que eles façam?

Meu primeiro conselho foi de comprar seguro de vida. Uma vez que José era o único ganha pão da família, eles simplesmente tinham que comprar um seguro de vida antes de fazer qualquer outra coisa.

Em seguida, concordamos que o grande problema era a renda. Este casal não estava gastando demais – eles simplesmente não ganhavam o suficiente. Eles já tinham percebido isso, mas era importante enfatizar isso. Embora estivessem namorando a idéia de comprar uma casa, sugeri que esperassem. Eles precisavam primeiro aumentar a renda antes de assumir mais obrigações financeiras.

Se tivessem um empréstimo de casa própria, impostos imobiliários e pagamentos de seguros para fazer e José perdesse o emprego, eles muito provavelmente iriam perder a casa. Além disso, eles ficaram inadimplentes alguns anos atrás e não teriam uma alta pontuação de crédito suficiente para obter uma hipoteca.

José e Maria foram espertos sobre a idéia de pequenas empresas. Eles me perguntaram o que eu pensava sobre duas propostas diferentes de franquia. Eu lhes disse que poderia avaliar mas teria que cobrar pelo tempo gasto. Uma idéia melhor seria para eles fazerem a investigação por conta própria e falar com pessoas de pequenas empresas bem sucedidos a respeito. Essa é a melhor maneira de obter uma avaliação objetiva. Além disso, uma vez que o casal não tem muita experiência com pequenos negócios, aconselhei a ir devagar e pensar em tudo com muito cuidado.

Sugeri que colossem uma parte da herança para um negócio próprio e investissem o restante de forma bastante conservadora. Disse a eles que uma vez que tiverem uma renda extra ou o renda de negócio entrando (bem acima do que José recebia como assalariado), eles poderiam usar o saldo da herança para comprar uma casa. Já que poderia levar alguns anos para aumentar seu negócio, o dinheiro deve ser investido de forma bem conservadora.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *