Você Pode se Dar ao Luxo de Ter Uma Redução de Salário?


 

Nos dias de hoje, salário não é mais uma coisa garantida como era no passado. Apesar da economia brasileira estar crescendo e o poder aquisitivo do povo estar aumentado, isso não signfica que todos estão se beneficiando. Ainda ouço estórias de gente que sofreu corte de salário ou que teve que trocar de emprego apesar do salário ser menor.

Os motivos para tanto são os mais diversos. Independente do motivo, o importante é ter certeza de que suas finanças vão sobreviver se você sofrer uma redução de renda. Se está pensando em ter um emprego de tempo parcial para poder se dedicar a outras atividades ou se quiser diminiuir as horas de trabalho a fim de passar mais tempo com sua família, você precisa ter certeza que suas finanças poderão dar conta da mudança. Talvez você tenha mesmo que mudar de estilo de vida. Aqui estão algumas coisas a fazer agora para se preparar para um corte de renda:

Quitar dívidas

Isto parece sempre estar no topo de qualquer lista. E por boas razões. Quando você tiver obrigações deste tipo, o dinheiro não é seu. É dinheiro pré destinado que não é seu. Se sofrer redução de salário, você terá uma parcela de sua renda indo para o pagamento da dívida, ao invés de ajudar a pagar as despesas de seu dia-a-dia. Pague a dívida o tanto quanto possível para ficar numa posição mais tranquila se você ganhar menos.

Poupe enquanto puder

Não desperdice se está ganhando um bom dinheiro agora. Planeje com antecedência poupando uma quantia pré definida enquanto o dinheiro estiver entrando. Coloque este dinheiro extra numa caderneta de poupança ou algum lugar de alta liquidez. Dessa forma, você será capaz de construir um fundo que poderá ser usado mais tarde. Embora não haja nada de errado em gastar seu dinheiro em coisas divertidas, não gaste tudo. Dessa forma você terá que ter a capacidade lidar com um corte de rendimento de maneira melhor.

Não pegue emprestado o máximo que puder

Quando estávamos procurando uma casa para comprar, tivemos bancos dispostos a aprovar o que equivalia a um pagamento mensal de 40% de nossa salário. Poderíamos ter feito isso. Poderíamos até mesmo comprar uma casa com uma prestação no valor de 1/3 da nossa renda mensal, que é a regra geral. Mas queriamos ter mais espaço para manobras. Quando compramos, nossa prestação foi de aproximadamente 1/4 da nossa renda. Hoje o nosso custo de habitação é menos de 1/5 da nossa renda. Isso aumenta a chance a probabilidade de mantermos a caso casa haja redução de renda.

O mesmo princípio pode ser aplicado à compra de carro e outros empréstimos. Só porque te aprovaram para um empréstimo e só porque pode pagar a prestação, isto não significa que você deve entrar nessa. Se tiver que “forçar” para poder pagar você pode ter problemas sérios se o salário for reduzido.

Faça uma avaliação de sua situação financeira agora e determine se suas finanças podem lidar com uma redução de renda. Se não puder, isto significa que está na hora de reavaliar seus hábitos.


Clique aqui p/ deixar um comentário 0 comentários