Casamento e Dinheiro


O PLANEJAMENTO FINANCEIRO PARA A NOVA VIDA CONJUGAL

Um casamento traz mudanças na vida das duas pessoas que decidem por uma vida em comum. Isto inclui desde a definição de metas para o casal, o uso do dinheiro, uso do cartão de crédito, economias, etc. Será um desafio bastante grande para ambas as partes, mas que também irá trazer grandes benefícios no futuro.

CONTAS BANCÁRIAS
Um dos primeiros obstáculos é como lidar com as contas bancárias. Será que devemos ter contas separadas ou apenas uma conta conjunta? Ou ainda existe a opção de contas separadas e uma terceira conta para a conta conjunta. Independente da sua decisão, é uma das primeiras coisas que devem decidir ao se casarem.

A idéia de se ter três contas, sendo duas individuais e uma terceira conjunta é bastante útil. Então, usa-se a conta conjunta para o pagamento de contas da casa, incluindo prestações da casa, do carro, contas de telefone, luz, gás, água, supermercado e demais despesas. E cada um deve possuir contas individuais para as suas despesas pessoais, sendo que mulheres têm preferências em gastar com beleza, roupas, perfumes enquanto que os homens gastam com carro, passeios, bares e lazer.

CRIANDO UM ORÇAMENTO
Criar um orçamento familiar é muito importante porque você vai poder controlar em que despesas o dinheiro vai ser usado, em qual aplicação vão investir e qual a melhor maneira para os novos planos do casal.
Você precisa pegar um tempo para sentar com o seu cônjuge para estudarem sobre as despesas do mês e como vão fazer daqui pra frente. São várias as questões para se combinar como: que tipo de despesas diminuir, quais os planos de telefonia celular mais vantajosos, o uso do cartão de crédito, como programar as próximas férias, como e quanto vai poupar para o futuro.

FAZENDO UMA POUPANÇA PARA SITUAÇOES DE EMERGENCIA
Agora que você e casado, você precisa saber detalhes sobre o plano de saúde que você vai fazer, ou ainda, modificar o plano que você tem na empresa e mudar para um plano familiar. Precisa saber se o plano de saúde cobre doenças, que tipo de doenças e também em caso de gravidez.

Além do plano de saúde, é bom estar prevenido e fazer planos para um seguro de vida. Quando ainda somos solteiros, não vemos a necessidade de ter um seguro de vida, mas a partir do momento que casamos, precisamos nos preocupar em caso de um dos cônjuges adoecer e vir a falecer. E o seguro de vida nos dá esta segurança no caso de algum imprevisto.

PLANEJAMENTO DA APOSENTADORIA
É preciso sentar com seu cônjuge e planejar a melhor maneira de garantir uma aposentadoria para o futuro, seja através da aposentadoria do governo ou por uma aposentadoria feita em banco particular.

CONVERSE SEMPRE COM O SEU CONJUGE
Tenha sempre tempo para conversar sobre o futuro do casal e uma das coisas que nos dão segurança é quando se consegue fazer o planejamento de cada detalhe do futuro: seja o uso do dinheiro, aposentadoria ou ainda uma poupança em dinheiro.

Enquanto somos solteiros apenas precisamos pensar em ganhar e gastar, mas quando nos casamos, precisamos pensar diferente, porque agora somos dois. Então mesmo que não seja um assunto muito agradável, precisamos sempre estar em sintonia com nosso cônjuge.

Sempre faça as coisas com planejamento, sem exageros, e em casos de existirem algum problema que te incomoda, sente para estudar a melhor solução para o casal. Dentro de um casal, dificilmente os dois darão valor igual ao dinheiro, ou seja, cada um quer usar o dinheiro de uma maneira. Então, respeitando a individualidade de cada um, chegue num acordo em que os dois possam viver em harmonia, sem que o outro fique nervoso ou preocupado. E a partir disto, unir a força do casal para construir um lar de felicidade.